Com cada vez mais frequência, grandes escritórios de arquitetura assinam projetos residenciais e comerciais. Esse fato tem contribuído para a modernização dos espaços urbanos, trazendo novas perspectivas e olhares para as cidades, além de contribuir para a qualidade de vida das pessoas.

 

Uma das vantagens de um residencial com arquitetura assinada é a valorização não só do prédio, que torna-se um investimento seguro, mas de seu entorno, com o aquecimento da economia e desenvolvimento do bairro. Muitas vezes, os projetos arquitetônicos vêm acompanhados de um resgate histórico da região, inspirações diversas e ainda são capazes de mesclar arte em sua concepção, transformando o empreendimento em um ponto de referência e até mesmo turístico na cidade.

 

Nos residenciais da MDGP, projetos de arquitetos de renome fizeram parte de sua elaboração.

 

O Arbo Cabral foi concebido por José Smolka e a equipe do Smolka Arquitetura. Sobre o projeto, ele comenta “O Arbo Cabral foi concebido para ser uma referência, assim como seu vizinho, o Ed. Michelangelo. Buscamos um design autêntico, com grandes varandas alternadas em disposição triangular. A ideia é privilegiar o conforto dos futuros moradores. Esperamos que eles sintam-se tão orgulhosos quanto nós.”

 

O empreendimento tem como um de seus destaques o painel artístico exclusivo criado pelo  Escritório Burle Marx. Este painel trará ainda mais singularidade e identidade ao edifício, que também tem seu paisagismo assinado pelo escritório.

 

Para Gustavo Leivas (sócio do Escritório Burle Marx) comenta:

“O projeto de paisagismo do Arbo transcende o edifício e seus portões. Logo na entrada, propomos um grande painel Artísitico de concreto em alto e baixo relevo, incorporando um objeto de design único.”

 

MDG_ARBO_05_Det_Varandas_B

Já o Átman Cabral, novo empreendimento da MDGP, foi projetado pelo premiado escritório de raízes francesas, o Triptyque Architecture. Greg Bousquet, sócio fundador da Triptyque e um dos arquitetos do projeto, afirma que “A sustentabilidade é o DNA da Triptyque. A gente sempre tenta pensar essa palavra em todos os sentidos, que seja social, ecológica, energética, enfim, que seja tudo. A MDGP começou com um briefing que batia 100% com essa vontade de ter esse olhar, essa gentileza urbana, da simplicidade da arquitetura. Nesse caso, que o entorno do Cabral era ainda mais precioso, e muito bonito, começamos a pensar um pouco mais de dentro para fora, e isso fez o desenho da fachada e não o contrário. “

 

Segundo Gustavo Leivas, arquiteto e sócio do Escritório Burle Marx e responsável pelo paisagismo, a proposta do projeto era fazer sentido aos usuários, onde estes se sentissem acolhidos por um ambiente marcado pelo contato com elementos naturais. “Incorporamos o conceito de Paisagismo Arte, que permeia todos os nossos trabalhos, onde o jardim não é apenas uma questão estética ou de vegetação, mas sim de experiências. De certa forma, no caso do Átman o paisagismo extrapolou um pouco as áreas de jardim, ele sai das áreas pré-determinadas e sobe pela arquitetura.

Essa parceria entre o escritório Burle Marx e a Triptyque foi uma parceria muito feliz, a gente teve uma sinergia muito grande, sobretudo pela percepção que a Triptyque tem da relevância do verde na composição do espaço“ 

 

03_FACHADA_ESQUINA_ÁTMAN

 

Visite os Stands de Venda e conheça de perto os residenciais da MDGP:

 

Arbo Cabral – Rua São Pedro, 84

Átman Cabral – Rua Bom Jesus, 593

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *