A MDGP trabalha em seus empreendimentos com o conceito de design biofílico que nada mais é do que desenvolver ambientes, sejam eles internos ou externos, que leve em consideração o contato com a natureza e seus mais variados elementos.

Como o nosso habitat mudou do mundo natural para o mundo construído, foi preciso buscar soluções para criar um habitat saudável no ambiente moderno. Nossa saída foi aplicar este conceito nos projetos e nos espaços particulares, recriando condições presentes em ambientes naturais e proporcionando às pessoas sensações que melhoram a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida.

No Arbo, por exemplo, que é uma torre única e alta, a MDGP buscou criar a dimensão do espaço amplo, da paisagem, da ventilação e da insolação garantidas. O Átman, por sua vez, permite a sensação de você estar em uma casa suspensa, bem próxima à natureza, aos jardins, aos espaços comunitários. O Andáz Cabral, novo lançamento da MDGP, também proporciona essa sensação de pertencimento ao lugar, do contato próximo com as árvores e o uso de materiais naturais em sua concepção.

Na prática, o design biofílico trabalha para ampliar o contato visual das pessoas com a paisagem, o uso de materiais e cores naturais na decoração, melhorar a iluminação, a ventilação e a qualidade do ar, fazer o gerenciamento de ruídos e melhorar a acústica dos ambientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *