A Dinamarca é um país que respira energia sustentável, 30% de toda a energia usada é proveniente de fontes renováveis, como: a bioenergia, seguida pela energia eólica, solar e geotérmica. Em um contexto internacional, de acordo com o OECD (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a Dinamarca é o lugar indicado quando se procura equilíbrio entre a vida e o trabalho.

blog_copenhague_690x460_02Ao falar da capital, Copenhague, não é diferente. A cidade está no topo entre as “melhores cidades para se viver no mundo”, de acordo com a revista Monocle, além de ser considerada a cidade mais sustentável do mundo. O design, a gastronomia, a moda e principalmente, o lifestyle, são pontos essenciais e supervalorizados pelos dinamarqueses.

Para eles, o importante é ter qualidade de vida, e isso inclui desde a passeios de bike, idas à parques, museus, galerias, cafés, bares e até mesmo nadar nos canais. Ou seja, desfrutar a vida ao ar livre e vivenciar experiências. Como não gostar?!

Copenhague carrega uma bagagem cultural indispensável. O renomado arquiteto contemporâneo Bjarke Ingels, que hoje assina alguns dos projetos mais ousados, como o novo World Trade Center e a futura sede do Google, e o famoso restaurante Noma, nº 1 no ranking The World’s 50 Best Restaurants, por exemplo, fazem parte da lista dos “sucessos” da cidade.

O movimento dinamarquês valoriza as coisas simples e o lazer. Sustentável é viver com prazer, sempre cuidando da cidade, que é excepcional aos olhos de quem visita. A fama é digna de aplausos e merece ser inspiração para muitas outras cidades mundo a fora.

Comentários

    Excelente matéria.

    DANIEL HUGO POLZIN
    19 / jan / 2019 | 10:06

    Um dia quem sabe o Brasil chega perto de países como este, quem viver verá!

    20 / fev / 2019 | 12:50

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *