Os olhar das pessoas ao redor do mundo, interessadas em construir cidades melhores, estão voltados para Curitiba nesses últimos dias. Tudo porque a capital paranaense sediou nos dias 28/02 e 01/03/2018 o Smart City Expo, evento voltado para exposição e discussão de soluções para desenvolver cidades inteligentes. Ao todo, o congresso reuniu 20 palestrantes internacionais e 50 brasileiros. Os debates se concentraram em quatro temas: Tecnologias Disruptivas, Governança, Inovação Digital e Cidades Sustentáveis do Futuro.
Smart Cities – ou cidades inteligentes, são aquelas que procuram e conseguem se desenvolver de forma sustentável, aliando tecnologia e criatividade em ações pensadas em conjunto pelo governo e pela sociedade.
Organizado pela FIRA Barcelona Internacional (consórcio público formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona), sempre reúne os maiores nomes mundiais no assunto. Este ano entre os destaques, tivemos as participações do diretor do Senseable City Lab MIT (Estados Unidos) e presidente do Conselho de Agenda Global do Fórum Econômico Mundial sobre Cidades Futuras, o arquiteto e engenheiro, Carlos Ratti, eleito pela revista Wired uma das 50 pessoas mais capazes de mudar o mundo; além dele Frans-Antom Vermast, consultor de estratégias de planejamento urbano do Amsterdam Smart City, Pedro Vidal, gerente do Santiago Smart City Program, Agustín Suárez, diretor geral de gestão digital da cidade de Buenos Aires e André Tigueiro, jornalista brasileiro e uma das maiores referências do país em sustentabilidade.
O evento já passou por grandes cidades do mundo, como Kioto, Montreal, Puebla, Casablanca, Istambul, Bogotá e por último, em Bueno Aires. Em novembro do ano passado foi anunciado que seria sediado em Curitiba em 2018 e logo se tornou mais um orgulho para uma cidade que já é referência em planejamento urbano e sustentabilidade e que busca constantemente soluções inovadoras para o crescimento sustentável e responsável.
&nbsp

Cidades Inteligentes pelo Mundo
Entre algumas cidades que mais se destacam pelo seu planejamento urbano, temos Songdo, na Coreia do Sul. Considerada a primeira cidade inteligente do mundo, ela foi planejada para se desenvolver em torno do aeroporto, pois possui como pilar principal a mobilidade. Além disso, possui sensores subterrâneos que monitoram o tráfego de veículos na cidade e reprogramam os semáforos caso haja necessidade; possui canais marítimos que mantém a umidade do ar em patamares estáveis e servem como via para tráfego de táxis aquáticos; uma ciclovia de mais de 25km; e um sistema pneumático de gestão de resíduos que torna quase nula a necessidade de coleta de lixo. Em fase de construção desde 2003, ela deve ser concluída ainda em 2018 e já possui 67 mil habitantes, com expectativa de abrigar até 2020, 250 mil pessoas.
Outro ótimo exemplo de cidade inteligente é Copenhagen, na Dinamarca. Com o grande objetivo de reduzir drasticamente a utilização de combustíveis fósseis, ela conseguiu reduzir em 21% a emissão de carbono desde que iniciou sua campanha em 2005. Para isso, todos os novos edifícios construídos no país seguem regras de sustentabilidade, além do grande incentivo para uso de bicicletas – metade da população do país é adepta do transporte sobre duas rodas. Tecnologias que ajudam na gestão do aluguel de bicicletas equipadas por GPS, também fornecem aos usuários informações em tempo real sobre condições do trânsito.
&nbsp

Curitiba também está nesse caminho
Um empreendimento que possui a sustentabilidade e inovação como direcionadores, como o Arbo, precisava estar em uma cidade que valoriza esses atributos.
Buscando oferecer aos seus moradores o maior conforto sem esquecer do desenvolvimento sustentável, tecnologias como automação de iluminação para evitar desperdício de energia, gerador de energia próprio do condomínio, infraestrutura para recarga de carros elétricos, gestão inteligente de resíduos, vidros low-e para melhor desempenho térmico dos ambientes, contribuindo para menor utilização de sistemas de ar-condicionado, além de utilização de materiais ambientalmente conscientes são alguns dos aspectos que contribuirão para fazer do Arbo, um verdadeiro smart building.
Conheça mais detalhes sobre o empreendimento, acesse www.arbocabral.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *